NotÍcias

Imprimir esta matéria Enviar para um amigo Ver todas as matérias

60 anos da música 'Deus tem um plano'

Publicado em 13-08-2014

Texto: Elvis Tavares

Tags: cantores(as) e bandas  

Um dos autores da canção, Dick Baker compôs mais de 300 obras

A canção Deus tem um plano está completando 60 anos de existência. Longevidade ampliada com muito sucesso, inclusive, pelo nosso Brasil.

O primeiro disco que se destacou no território nacional contendo a gravação de Deus tem um plano veio a público na década de 1970, na voz da queridíssima Josely Scarabelli, e foi inserida no disco Duas revelações, quando fez par com a cantora Maria do Carmo.

Logo depois, Victorino Silva, empolgado com a interpretação de Josely, resolveu-se por regravar a música. Pelo milagre da eletrônica - parafraseando o saudoso Josias Menezes -, ainda podemos adquirir nas lojas o álbum Olhando o céu, de Victorino, na versão digital (CD).

Há que se lembrar que Josely Scarabelli vivia um momento de consternação, em virtude da perda de seu filho, em 1969, quando ouviu tocar na rádio Copacabana AM, do Rio de Janeiro, a canção Deus tem um plano, na voz do longevo Feliciano Amaral. A profundidade da letra da melodia falou fundo em seu coração naquele instante, levando-a a regravar a música em seu elepê.

Deus tem um plano saiu como a quarta faixa do disco de Victorino Silva e se notabilizou como um grandessíssimo êxito musical de sua carreira, sendo regravada atualmente por cantores de diversos estilos, tais como Carlinhos Félix e Marco Aurélio.

Originariamente, a obra tem como autores os irmãos Dick e Bo Baker, e seu título em inglês é His way mine. Foi lançada em 1955 e aproveitada pela primeira vez na cruzada do evangelista Billy Graham, em 1957, em Ohio (EUA).

A versão brasileira da obra sexagenária que mais se aproximou da original teve gravação pelo paulistano Conjunto Som Maior, que a incluiu maravilhosamente no disco Ele é a razão pra viver, de 1981, sob o título Seu plano meu. A canção foi interpretada por Lia Oliveira e acompanhada pelo solo de violão de Cristina Audi.

Em 2011, o ministro de música Richard "Dick" Baker faleceu no Texas, aos 84 anos de idade, e o Seminário Teológico Batista de Southwestern realizou um culto em homenagem a seu ex-aluno.

Dick deixou um acervo de mais de 300 obras musicais compostas.

Comentários

Copyright Efrata Music Editora. Desenvolvido por Universo Produções.

Visite o canal da Efrata Music no YouTube e assista a vídeos exclusivos.