MÚsica Gospel

POR ELVIS TAVARES
elvistavares@efratamusic.com.br
Imprimir esta matéria Enviar para um amigo Ver todas as matérias

Feliciano Amaral: longevidade a serviço do louvor

Publicado em 03-11-2006

Tags: Feliciano Amaral  

Feliciano Amaral, cantor há mais tempo em atividade no mundo

A Bíblia contém alguns exemplos de homens que foram favorecidos pela longevidade. Matusalém é o clássico exemplo, pois, conforme registro do livro de Gênesis, mais um pouco chegava aos 1.000 anos.

Há também o caso interessantíssimo do Rei Ezequias que, guardadas as devidas proporções em relação a Matusalém, sabendo da finalização de seus dias na Terra, rogou ao Deus da Vida que prorrogasse sua estadia terrena, ganhando do Senhor um bônus, uma sobrevida de mais 15 anos de existência.

Essa quase "perpetuação" da vida humana no planeta desgastou-se perante os olhos de Deus. A razão disto está no fato de o próprio homem, obra-prima do Divino, deixar, facilmente, perceptível sua inclinação em desviar-se de seu Criador, ficando a permanência da criatura mais com status de "passagem pela Terra" do que qualquer outra coisa.

Há, ainda, no Livro dos Livros, a ratificação inconteste desse tema nas palavras do profeta Moisés, quando ele conclui, no Salmo 90:10, que "os dias da nossa vida sobem a 70 anos ou, em havendo vigor, a 80..."

Lancei mão de todo esse intróito para comentar sobre o cantor que está há mais tempo em atividade no mundo, fato constatado e registrado pelo "Guinness Book" (o famoso "Livro dos Recordes"). Falo de Feliciano Amaral, cantor e pastor, nascido na cidade de Miradouro, Minas Gerais, em 20 de outubro nos idos de 1920. Isto mesmo! Feliciano Amaral acaba de completar 86 anos de vida (e que vida)!

Já mencionamos em outro artigo neste site que foi Feliciano Amaral, na década de 1940, o primeiro cantor evangélico (não se falava "gospel" naquela época) a adentrar em um estúdio de gravação para colocar sua voz num acetato de vinil de 78 rotações, com a música Sou forasteiro aqui. A estréia fonográfica de FA na música cristã se deu pela extinta gravadora Atlas.

Naquela ocasião, seus contemporâneos atuavam na música popular; cite-se, por exemplo, Orlando Silva (o Cantor das Multidões) e Francisco Alves (o Rei da Voz), já falecidos há bastante tempo. Na música evangélica, depois de Feliciano Amaral, vieram Luiz de Carvalho (gravando o 1° disco oito anos após FA, com a música A graça de Jesus), Josué Barbosa Lira (in memorian, autor da canção Só o Senhor é Deus), Edgar Martins e outros.

O longevo Feliciano Amaral continua em franca atividade, cantando pelas igrejas do Brasil, revezando-se, principalmente, entre Rio de Janeiro e Manaus. Seu CD mais recente intitula-se Quisera sempre orar, lançado na Igreja Congregacional de Jaboatão dos Guararapes, em Pernambuco, aproveitando a festividade comemorativa do centenário daquela igreja.

Os misteriosos desígnios de Deus atuam sobre a vida de Feliciano Amaral, tanto é que ele foge à regra conclusiva de Moisés no Salmo 90, supracitado. Feliciano Amaral extrapolou os preditos 80 anos e aí vem a mão misteriosa do Criador dos seres e das coisas: a canseira e enfado mencionados pelo profeta não se evidenciaram em sua vida. Sua companheira, Rubenita, fala como um tenor ao dar uma nota dó, de peito, fazendo uma comparação ainda com o salmista, remetendo-se ao trecho das escrituras quando diz que os olhos de Moisés nunca se escureceram.

Querido internauta e leitor, você precisa ouvir a voz do amado Feliciano Amaral, hoje. Continua limpa e vibrante, desafiando a qualquer incrédulo sobre sua condição etária de octogenário cantor. Na semana de seu aniversário, tive a felicidade de ouvir sua entrevista no programa "Desperta Rio", apresentado por Otoni de Paula, na Rádio Continental AM, aqui do Rio, e incontinenti incorporar-me ao seleto grupo de testemunhas de sua vitalidade.

Quem conhece o trabalho de Feliciano recorda com prazer de canções como Oração de Davi, O mar, Ao meu redor e O eterno fanal - esta última de Ivan de Souza, com edição pela EFRATA MUSIC - e tantas outras que em muito edificaram a vida de um sem-número de pessoas (não se pode calcular).

Duas curiosidades: Feliciano Amaral não utilizava a bateria em seus discos até chegar os anos 80, quando admitiu o instrumento no long-play Sou feliz, e no casamento do cantor e pastor Vitorino Silva ele foi o intérprete convidado para cantar na cerimônia.

Sem querer desmerecer o ministério dos cantores atuais, Feliciano Amaral jamais se afastou de sua condição de levita, entregando sua voz ao louvor, em primeiro plano, e isto ele faz questão de salientar.

Felicidades, Feliciano!


RECONHECIMENTO PÚBLICO

Em 2003, quando completou 83 anos, Feliciano Amaral recebeu Moção de Aplausos e Congratulações da Assembléia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj).

A homenagem foi requisitada pelo deputado Aurélio Marques, como reconhecimento pela dedicação de Feliciano Amaral à obra do Senhor.

Confira abaixo a íntegra do texto.


MOÇÃO Nº 2491/2003
Ementa: de aplausos e congratulações ao cantor pastor Feliciano Amaral pela passagem de seu aniversário.

Autor(es): Deputado Aurélio Marques

Requeiro à Mesa Diretora, na forma regimental, seja inserida em Ata, MOÇÃO DE APLAUSOS E CONGRATULAÇÕES, ao Cantor Pastor Feliciano Amaral pela passagem de seu aniversário.

O Cantor Pastor Feliciano Amaral nasceu em 20 de outubro de 1920, na Cidade de Santa Rita da Glória, hoje Cidade de Miradouro, no Estado de Minas Gerais, filho de Júlio Augusto do Amaral e de Palmira Maria da Conceição, foi músico, sapateiro e cantor popular. Convertido, foi batizado em 07 de março de 1943, na Igreja Batista de Muriaé (Minas Gerais), passou por grandes lutas para abandonar o rádio e as musicas que cantava. Casou-se em 1947 com a saudosa irmã Elza Rocha do Amaral.

Estudou Teologia no Seminário Teológico Betel, na Cidade do Rio de Janeiro; tendo pastoreado várias igrejas, a começar pela Primeira Igreja Batista da Pavuna, onde também foi seminarista. Começou as atividades como cantor evangélico em 1948, na então gravadora Atlas. Foi agraceado com o título de Cantor Evangélico do Século XX, tendo também recebido o título de Personalidade do Milênio 2000/2001, pelos relevantes serviços prestados na causa do Senhor Jesus. Continua cantando e pregando em nosso país e por todos os lugares por onde passe é sempre um convidado muito especial.

Assim, como reconhecimento por sua dedicação a obra do Senhor, que na presente data, registro nos Anais desta Assembléia Legislativa esta Moção de Aplausos e Congratulações ao Cantor Pastor Feliciano Amaral.


Plenário Barbosa Lima Sobrinho, em 14 de outubro de 2003
Deputado Aurélio Marques

Elvis Tavares é advogado, pós-graduado em Propriedade Intelectual pela PUC/RJ, cantor, compositor, produtor, escritor, radialista e manager da Efrata Music

Comentários

Copyright Efrata Music Editora. Desenvolvido por Universo Produções.

Visite o canal da Efrata Music no YouTube e assista a vídeos exclusivos.