NotÍcias

Imprimir esta matéria Enviar para um amigo Ver todas as matérias

Após acordos com Ecad e Ubem, Google vai remunerar autores por vídeos no YouTube

Publicado em 05-04-2018

Texto: Redação Efrata Music

Tags: direitos autorais  

Por causa do imbróglio, o Google vinha depositando em juízo os valores referentes a direitos autorais - Foto: Reprodução/MLDSPOT
Por causa do imbróglio, o Google vinha depositando em juízo os valores referentes a direitos autorais - Foto: Reprodução/MLDSPOT

O YouTube, enfim, passará a remunerar os compositores brasileiros. Com a assinatura de acordos do Google (dono da plataforma de vídeos) com o Escritório Central de Arrecadação e Distribuição (Ecad) e a União Brasileira de Editoras de Música (Ubem), nesta terça (3), foram encerradas as ações judiciais que se arrastavam desde 2013 contra a gigante da internet.

Os representantes dos autores alegavam que os valores pagos pelo YouTube, no Brasil, eram menores do que os oferecidos em outros países. O imbróglio levou o Google a fazer os depósitos – que, no final de 2016, chegavam a R$ 8,8 milhões – em juízo. A empresa também pedia uma definição a respeito da entidade que deveria intermediar o pagamento.

Embora os valores dos acertos desta semana não tenham sido revelados, a solução agradou à Ubem. Em nota publicada em seu site, a entidade afirma que as cifras negociadas estão “em conformidade com os patamares aplicados internacionalmente”.

“O acordo com o YouTube não encerra a luta por melhores condições de remuneração aos titulares (...), mas representa importante avanço no respeito aos direitos autorais e na transparência da distribuição de música pela Internet”, acrescenta a Ubem.

Também em comunicado em seu site, o Ecad destaca que, com o acordo, os compositores e editores das músicas executadas nos vídeos do YouTube “têm garantido seu direito de autor e passam a ser remunerados pela execução pública de suas criações artísticas”.

“Após um longo período de negociações, a plataforma YouTube se torna mais uma das vozes que se juntam ao Ecad para reconhecer e remunerar os artistas da música”, comemora o Escritório Central.

No blog do Google Brasil, a empresa comenta que “os acordos vão nos ajudar a continuar desenvolvendo um ambiente no qual compositores e editores sejam devidamente remunerados, garantindo que a plataforma continue oferecendo a usuários e criadores uma experiência completa e engajadora”.

Comentários

Copyright Efrata Music Editora. Desenvolvido por Universo Produções.

Visite o canal da Efrata Music no YouTube e assista a vídeos exclusivos.