NotÍcias

Imprimir esta matéria Enviar para um amigo Ver todas as matérias

Autor da música ‘Happy’ perde ação contra família de Marvin Gaye

Publicado em 30-03-2018

Texto: Redação Efrata Music

Tags: direitos autorais  

O cantor Marvin Gaye em 1973 - Foto: Wikimedia Commons
O cantor Marvin Gaye em 1973 - Foto: Wikimedia Commons

Um tribunal federal de apelações dos Estados Unidos manteve, este mês, a multa de 5,3 milhões de dólares que um juiz havia aplicado a Robin Thicke e Pharrell Williams, autor do mega-hit Happy, por plágio. Eles foram condenados por usar um trecho de Got to give it up, composta por Marvin Gaye em 1977, na música Blurred lines, sucesso lançado pela dupla em 2013.

De acordo com o jornal O Globo (via Reuters), o tribunal determinou que Got to give it up merece uma “ampla” proteção de seus direitos autorais. Além disso, o veredicto de março de 2015 a favor dos três filhos de Gaye, noticiado pela Efrata Music na época, foi mantido por “não haver qualquer dúvida” da semelhança entre as duas obras.

Inicialmente, os jurados, de forma unânime, haviam pedido o pagamento de 7,4 milhões de dólares à família Gaye, mas o juiz John Kronstadt reduziu o montante para 5,3 milhões.

A juíza Jacqueline Nguyen não concordou com a sentença. Para ela, a decisão permite que os Gaye “consigam o que ninguém conseguiu antes: obter os direitos autorais de um estilo musical”. Além disso, segundo ela, o caso amplia o potencial de futuros processos por direitos autorais.

O caso Blurred lines abalou a indústria musical, provocando um debate sobre a linha divisória entre o plágio e a homenagem a obras de artistas populares como Gaye, que tem em sua discografia hits como I heard it through the grapevine e What's going on.

Filho de pastor

Ícone da black music americana, Marvin Gaye (nascido Marvin Pentz Gay Jr.) morreu em 1º de abril de 1984, na véspera de completar 45 anos. Foi assassinado pelo pai, que era pastor da igreja Casa de Deus, após uma discussão sobre a perda de documentos de negócios.

Marvin Pentz Gay Sr. foi declarado culpado por homicídio e condenado a seis anos de prisão. Sofrendo de tumor cerebral, passou o final de sua vida em um asilo, onde morreu aos 84 anos, de pneumonia.

Coment�rios

Copyright Efrata Music Editora. Desenvolvido por Universo Produções.

Visite o canal da Efrata Music no YouTube e assista a vídeos exclusivos.