NotÍcias

Imprimir esta matéria Enviar para um amigo Ver todas as matérias

Família proíbe livro sobre os últimos dias de Nelson Mandela

Publicado em 28-07-2017

Texto: Redação Efrata Music

Tags: política e cultura  

O médico Vejay Ramalakan com o livro que escreveu sobre seu ex-paciente Nelson Mandela
O médico Vejay Ramalakan com o livro que escreveu sobre seu ex-paciente Nelson Mandela

O livro "Mandela's last years" ("Os últimos dias de Mandela"), recém-chegado às lojas, foi recolhido depois que a família do ex-presidente sul-africano alegou não ter autorizado a publicação.

Em depoimento reproduzido no jornal O Globo, o porta-voz da Fundação Nelson Mandela, Sello Hatang, disse que a obra está sendo avaliada "sistematicamente" e que, ao final da revisão, será divulgada uma lista de suas "imprecisões".

O livro foi escrito pelo médico Vejay Ramalakan, que trabalhou com Mandela, e lançado na África do Sul em 18 de julho, dia em que o maior líder da história do país, morto em 2013, completaria 99 anos.

Segundo a BBC, "Mandela's last years" mostra episódios polêmicos do final da vida do ex-presidente, bem como disputas na família pelo seu legado.

Ramalakan alega ter recebido permissão da família para escrever o livro, embora não tenha especificado de quem.

Já a viúva de Mandela, Graça Machel, cogitou processar o médico, sob o argumento de que ele teria quebrado o sigilo entre médico e paciente.

A editora Penguin Random House não informou quantos exemplares haviam sido vendidos até o recolhimento do livro.

O advogado e líder rebelde Nelson Rolihlahla Mandela presidiu a África do Sul entre 1994 e 1999. Primeiro governante negro do país, ele ficou 27 anos preso devido à luta contra o apartheid, regime segregacionista imposto pela minoria branca. O combate à discriminação racial o fez receber o Prêmio Nobel da Paz em 1993.

Comentários

Copyright Efrata Music Editora. Desenvolvido por Universo Produções.

Visite o canal da Efrata Music no YouTube e assista a vídeos exclusivos.